sábado, 17 de dezembro de 2016

OS EMBAIXADORES --- HENRY JAMES


Resultado de imagem para henry james



Tem tantas coisas, tantas palavras para se falar de um livro!
Com OS EMBAIXADORES do norte-americano naturalizado inglês, Henry James, 
vou começar dizendo que fazia um tempo longo que eu desejava ler essa obra do  HenryJames, desde que li pela primeira vez seu livro "A fera na Selva"; eu li quando a minha filha Surya o ganhou de um grande amigo, portanto livro da biblioteca Suryana, lá pelos idos 2010!. Depois deste eu fui adquirindo outros,, como : RETRATOS DE UMA SENHORA, PELOS OLHOS DE MAISIE, A OUTRA VOLTA DO PARAFUSO,, OS ESPOLIOS DE POYNTON, A LIÇÃO DO MESTRE (magnifico),e AS ASAS DA POMBA,e lendo-os como quem aprecia um manjar!
Por fim consegui comprar OS EMBAIXADORES! Na última capa tem uma mini resenha escrita pelo Modesto Carone, renomado tradutor de Kafka, porém com um erro tremendo, ele troca os nomes das personagens e quando você começa a ler (se fez a bobagem de ler primeiro o que vem escrito por outros o que não seja escrito pelo autor da obra), várias vezes você vai para a capa reler o que o resenhista escreveu! E isso numa obra da editora  Cosac&Naify faz a gente pensar!
Então escrevi tanto e nada foi dito da obra em Si. Gosto como o Henry James cria suas personagens femininas. Para um autor do final do século XIX ele foi um revolucionário. Nessa obra que ele levou anos escrevendo a gente percebe claramente um toque de biografia, e um dos últimos que escreveu. O personagem principal me lembrou ele mesmo. Um homem de 55 anos que é levado por uma mulher autoritária (que quer casar com ele) a ir buscar seu filho (dela) que vive na Europa em Paris supostamente como um boêmio.
Tem vários experts no Henry James que descrevem o livro como um poema.
EDITORA COSACNAIFY, 2010
TRADUÇÃO DE  MARCELO PEN
CAPAELSA VONRANDOW

2 comentários:

Pedrita disse...

eu gosto muito desse autor. amei as asas da pomba que comprei em um sebo e era novo. nunca tinham lido. tinha ficado na biblioteca sem ser lido. quero ler esse de tanto que falou. beijos, pedrita

Carlos Faria disse...

Uma das lacunas das minhas leituras prende-se em nunca ter lido este escritor de quem tenho ouvido rasgados elogios.